sexta-feira, 24 de abril de 2015

Potty training for boys! Largando as fraldas.

Meu filho acabou conseguindo vaga na escola que queríamos (em SP está assim... As top melhores escolas é que escolhem você e não você quem escolhe a escola... Mas isso é assunto pra outro post). Bom, mas e o que isso tem a ver? Simples: as aulas começam em agosto e meu filho, apesar de ter 3 anos, ainda usava fraldas até mês passado, e a escola não aceita crianças com fraldas!!!

Então agora, uma semana antes da páscoa, meu marido resolveu tirar a fralda (detalhe: meu marido foi viajar dois dias depois e me deixou aqui sozinha com minha bebê de então 2 meses e passando por esse martírio da fralda que parecia que não ia acabar...).

Não sei quanto a vocês, mas talvez por eu ter demorado demais e ter deixado ter idade pra entender de tudo, questionar, etc, aqui as coisas não estão sendo nada fáceis... Ainda estamos na fralda do dia.

Meu filho tinha PA-VOR de sentar na privadinha ou piniquinho, fosse como fosse. Chorava de esguelar, só de ter que sentar. E nem xixi queria fazer. Fazia na roupinha e avisava antes. Mas não deixava abaixar a calça de modo algum. Tenho a impressão que ele se sentia desprotegido sem um paninho de contato, por causa da sensação que a fralda proporcionava antes.

Nada... Nem "corrupção" funcionava... Fosse pista hot wheels, carrinhos, kinder ovo... NADA.

Então, caso seu filho esteja com o mesmo problema que o meu, abaixo explico como estamos conseguindo progressos aqui em casa:

1) Tiramos a fralda de dia;
2) Quando o via segurando o pipiu, parecendo que ia marchar com as pernas, sabia que a hora estava próxima, então corria com ele lá pra fora. Afinal, melhor do que a casa ficar cheirando amônia...rs
3) Comecei a conseguir fazer ele sentar, de roupa mesmo. Contava sempre a mesma história nessa hora (no caso, de quando fomos pra Disney, nos mínimos detalhes: malas, taxi, avião, hotel, parques, atrações, shows... Porque pode demorar, viu...);
4) De início, ele fugia na hora do xixi. Levantava e pedia pra fazer na cuequinha. Eu deixava;
5) Com o tempo (uma semana), ele percebeu que molhava a cuequinha dele e ele ficava triste quando não tinha mais nenhuma dos Carros pra trocar;
6) Eu nunca vou conseguir agradecer às professoras dele toda a atenção e carinho com a situação. Elas perceberam que para ele essa questão era muito sensível e fizeram e fazem de tudo pra ajudar!!! Ele é fã dos carros, então olhem só a tabelinha que elas fizeram pra ele colocar um velcro cada vez que ele faz algumas das atividades inerentes ao potty training (abaixar as calças, sentar no pinico, fazer o xixi, dar descarga, lavar as mãos...). Quando completa uma fileira, ganha um mini chocolate e, quando completa toda a cartela, ganha um kinder ovo.


7) Depois de uns 10 dias ele já deixava colocar o pipiu pra fora da cueca pela abertura e fazia o xixi ainda só quando já não tinha mais força para agüentar segurar... E chorava. Mas já fazia no pinico comigo pegando o pinico na hora que eu via que ia sair;
8) Depois de uns 5 dias assim, ele já não demorava mais tanto, só conseguia chegar na primeira parte da história da Disney, e ele já mirava no pinico e fazia força pro xixi sair;
9) Fui num aniversário e ele não quis de jeito nenhum fazer na privada, nem na pequenininha infantil. O jeito foi deixar ele fazer no chão e começar o treinamento na privada em casa. Lembrei de um amigo contando que a mãe dele fazia barquinhos e colocava no vaso pra ele acertar. Testei. E não é que deu certo??? Porque ele queria acertar o barquinho e inconscientemente fazia força. Fazemos micro barquinhos e pintamos nas cores dos personagens dos carros, com os olhinhos e tudo. Agora, ele aposta com o pai pra ver quem vai primeiro;




10) Pra complementar a historinha na hora do xixi, quando já não tinha mais o que contar, assistimos a vídeos no youtube e o que ele mais gosta é o The Potty Movie.


A fralda do dia já foi resolvida, mas apenas para o número 1... Ele sempre fez cocô à noite ou ao acordar... Então ele espera a noite para colocar a fralda e só então faz cocô... A professora queria que tirasse a da noite, mas o médico pediu que mantivéssemos, já que ele poderia travar o cocô e literalmente ficar entupido. O que faz um mal danado à criança. O meu medo é só uma diarréia durante o dia, porque ele ainda tem pavor de cocô na privada (se bem que é mais nojo, pois ele chega a vomitar quando vê o de alguém na privada). Alguém já passou por isso?

Bom, se alguém tiver mais dicas estou aceitando e espero ter ajudado com algumas idéias e com o relato. Será que está sendo difícil só pra mim???

Nenhum comentário:

Postar um comentário