quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Exercícios na gravidez.

Bom, dando a minha contribuição, meus médicos liberaram todo e qualquer exercício durante a gravidez (mas desde que descobri até ir na primeira consulta, eu havia parado com abdominais e corrida). Apenas não liberaram exercícios com risco de machucar (ex: basquete e tênis, nos quais havia risco de boladas ou bicicleta, pelo fato de poder cair).

Preciso dizer que eu fazia exercícios muito regulares: TODOS os dias da semana, além de corrida entre 20 e 30km semanais. E isso numa rotina que já durava mais de 16 meses.

Como o médico havia dito, alguns exercícios eu iria parando naturalmente, como abdominais, pois ficariam desconfortáveis. Nos outros, o importante era manter o treino mais leve (pra manter mesmo e não para ganhar massa, aumentando pesos e intensidades). Era pra fazer o que eu estava acostumada e ir diminuindo com o passar dos meses conforme meu corpo pedisse.

Eu, por iniciativa própria, parei de correr de vez. Não achava legal ficar correndo com o barrigão balançando mais pra frente e simplesmente parei. Mas mantive os outros treinos, tentando deixar a frequência cardíaca um pouco mais baixa do que antes: o que fiz foi ir diminuindo os pesos e aumentando as repetições. Por volta do 5o mês, parei os abdominais também.

Desde o começo, treino com personal e esse foi um dos motivos, além de já praticar exercícios, que fez com que os médicos liberassem a atividade física irrestrita. A ajuda de um profissional ajuda muito na hora de calcular os pesos, de manter as posições corretas no corpo já sobrecarregado com a gravidez.

Iniciei a gestação com pouco menos de 52kg. Cheguei ao oitavo mês com 62,5kg. Com alimentação bem regrada e saudável, doces apenas no final de semana, etc. Como ninguém é de ferro, ganhei 4 quilos nos últimos 2 meses (gente, era Natal e Ano Novo). No final, foram 14,5kg na gravidez.

Parei os exercícios cerca de 10 dias antes do nascimento, no final da 38a semana, já que minha personal iria viajar na virada do Ano. Olha como estava a barriguinha ao entrar no oitavo mês:

Foto by Tainan Basile.

O que aconteceu? Continuei com meus músculos e estou me recuperando bem no pós-parto (em cerca de 40 dias perdi 12kg já, faltando apenas 2,5kg pra voltar ao normal e isso sem exercício ou restrição alimentar de qualquer natureza, amamentando em livre demanda - o bebê pede: eu amamento). Mas também preciso confessar que genética ajuda muito, pois na primeira gravidez a recuperação do peso foi super tranquila também (e sem exercícios prévios).

No próximo post vou falar sobre os exercícios que fiz e mostrar o antes e o depois da barriga, tá? Mas só depois de 40 dias do parto, já que ninguém merece uma foto daquela barriguinha de 5 meses que fica na gente depois da cirurgia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário