quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Trindade - Dica de restaurante português em SP.

Com origem na casa A bela Sintra, o Trindade é a versão mais acessível dessa culinária portuguesa, e fica localizado na Rua Amauri, 328, no Itaim Bibi.

O ambiente é bem diferente, apostando no tom roxo, e na arte moderna aliada à cultura portuguesa. À noite, o restaurante é bem romântico, meia-luz, com velas sobre as mesas.

Foto do site oficial do restaurante.

 Foto da fachada, com as mesinhas de rua - Extraída do perfil do facebook do restaurante.


Amo esse quadro de azulejos! Nada mais português... E romântico! risos

O couvert é muito bem servido e a cestinha de pães veio quentinha - o pão redondo mais clarinho estava divino. No couvert ainda vem 2 tipos de patês e a manteiga, além de bacalhau frio com cebola e grão de bico, sempre acompanhado dos mini-croquetes e bolinhos de bacalhau:


De entrada, provamos camarões com aspargos, rúcula e presunto cru assado, que não está no cardápio - uma delícia!!!


De principal, fomos na sugestão do chef, o polvo à lagareiro. Aliás, são poucos os lugares de São Paulo nos quais é possível comer um polvo bem macio e molhadinho. Lá é um desses lugares. A diferença do tradicional que estava no menu foi que a batata ao murro estava um pouco mais cozida (o que eu prefiro), o polvo vinha um pouco menos embebido no azeito, ficando mais leve, e o tomate veio demi-sec (não chega a ser totalmente desidratado e vem sem casca, o que concentra bastante o sabor).


Já na hora da sobremesa, como acontece no A bela Sintra (postei rapidamente sobre esse restaurante aqui, mas ainda farei um post só dele), não há um cardápio com explicações: trazem na mesa as bandejas com amostra de todos os doces, para vermos antes (afinal, para muitos, só ler "toucinho do céu" não seria muito elucidativo). Escolhi, para variar, o toucinho do céu (doce português de amêndoas e ovos)... HUMMMM!





Ah, pra geração mais light, as saladinhas de lá são uma delícia e bem diferentes:


OBS: Preciso ser muito sincera e explicar que, ainda que tenha pago a conta integral, como qualquer um (o que é um acordo entre os sócios de lá), meu marido tem ligações com o restaurante. O que não retira do lugar o direito de ser citado como um restaurante que frequento e indico - como cliente mesmo. Mas acho que tudo na vida deve ser transparente, portanto, não poderia deixar de citar a situação ;P

Nenhum comentário:

Postar um comentário