terça-feira, 16 de abril de 2013

As aulinhas de música e ginástica para bebês. Um motivo para o encontro das mães.

Talvez eu não fosse metade da mãe que sou hoje se não tivesse ido parar nas tais aulinhas de música e de ginástica. Meu bebê tinha menos de 4 meses de idade quando fomos abordados na pracinha ao lado de casa, com um convite de festa junina de bebês. Aliás, confesso, ao receber o convite ri no meu interior: "que gente é essa que faz festas para bebês!?!?"

Morder a língua é um ato que todo ser humano acaba fazendo (e Raul estava certo sobre a preferência por ser uma metamorfose ambulante). Pois mordi a minha em relação à festa junina. Dentre minhas amigas, não havia alguma na mesma fase que eu - ou os bebês já estavam crescidos ou ainda não estavam no planejamento a curto prazo. Então, paguei os convites e fui com meu marido e bebê.

Lá chegando encontramos vários bebês caracterizados de caipira (o meu também estava). Todos os casais dispostos a conversar e trocar experiências. Atividades voltadas para os bebês, como música e quadrilha com os pais. Acabou sendo sensacional.

Muitos falam das alegrias da maternidade, e não contam o quanto ficamos sensíveis (às vezes tristes mesmo). Esquecem de avisar do isolamento do mundo, da falta de assunto que enfrentamos ao ficarmos em casa com o bebê nos primeiros meses, quando sequer conseguimos assistir a uma novela ou um jornal que seja. O único assunto que temos, aliás, é sobre bebês: amamentação, sono, rotina, as cólicas...

E foi quando conheci "as meninas" na festa. Recebi o convite de participar do grupo organizado que tinham - aulas de ginástica na segunda e de música às quartas. Como achei cedo demais para ginástica, embarquei nas notas musicais. E agradeço todos os dias por isso.

Inicialmente, a aula era apenas uma roda de mães e bebês com uma professora cantando músicas infantis. Depois, mudamos de professora, para uma proposta mais participativa - em cada melodia, há uma atividade desenvolvida, com material para todos os bebês. Martelos, chocalhos, bolinhas, danças coreografadas, acessórios, etc. E a cada aula há o registro com fotos e relatório do que foi ensinado. A escola se chama Música Materna.

Mais tarde, começamos as aulinhas de ginástica. Meu filhote, agora com 1 ano e 3 meses, já parece entender os comandos um pouco melhor e participar da aula. As atividades vão desde o alongamento, músicas com exercício, movimentos para coordenação e circulação, escalada. Os professores são da MyGym.

Trocando experiências semanalmente, acabamos estreitando os laços de amizade. E para mães na mesma fase, abrem-se novas portas de amizade: os temas de interesse acabam sendo os mesmos e os problemas ao menos muito semelhantes. Nossa, e é cada coisa que a gente aprende: pois cada uma sabe um pouco de ser mãe, mas juntas, sabemos muito!

Aprendi a levar um lençol para fazer um cinto de segurança naqueles restaurantes que só tem cadeirões de madeira. Tomei bronca por pensar em deixar meu bebê com a babá enquanto viajava (isso é assunto pra outro post, mas já adianto que graças-a-deus não fiz isso). Comi pães de queijo e brigadeiros incríveis. Notamos que, quando um fica doente, todosss ficam também. E que cada pediatra tem uma conduta diferente para o exato mesmo problema. Aprendi sobre viagens com bebês - avião, hotéis, alimentação. Discutimos muito sobre terceirizar a infância dos bebês (cada uma com a sua opinião sobre escolas, babás ou mães sem ajuda). Enfim, sempre aprendendo.

Com o crescimento dos nossos filhos e o término do aleitamento materno, pudemos recomeçar a viver enquanto indivíduos. Das aulinhas saiu um jantar da mulherada mensal, encontro no qual o assunto filhos é (quase) vetado - saímos para ver gente, falar amenidades e atualidades.

Vale muito a pena esse tipo de atividade. Perdi meu preconceito e estou muito feliz. Ao final, as aulas são um mix entre estímulos musicais e físicos para os bebês e convívio social para as mães.




Um comentário:

  1. Essas aulinhas são muito boas mesmo! E que bom que te conhecemos por lá. Bjinho tati e lf

    ResponderExcluir